“O povo é quem mais ordena”

Crónica de Opinião
Quarta-feira, 12 Fevereiro 2020
“O povo é quem mais ordena”
  • José Policarpo

 

 

Tenho vindo neste espaço e noutros a alertar para o problema da falta de manutenção da rede viária que serve a cidade e o concelho de Évora. Parece-me ser, absolutamente, indesmentível que o concelho de Évora tem a sua rede viária num dos piores estado do país. A falta de manutenção é mais do que evidente e, consequentemente, inaceitável para quem paga os seus impostos.

Na verdade, não querendo maçar os ouvintes e leitores da rádio Diana, só vou dar alguns exemplos: circular interna – junto à muralha e contigua aos edifícios da Universidade de Évora e do Seminário. Avenida Túlio Espanca, entrada principal quem vem no sentido Lisboa/Évora. Rua Mendo Estevens. Avenida Dona Leonor Fernandes. As zonas rurais também têm inúmeras estradas municipais que precisam urgentemente de manutenção.

Contudo, vi noticiado na comunicação social que, o partido comunista da cidade de Beja, comunicou através da comunicação social para “a falta de manutenção de estradas municipais em Beja”. Fiquei perplexo ao ler tal noticia. Pensei para mim: Será que há dois partidos comunistas no Alentejo, um em Évora e outro em Beja?

O certo é o que o partido comunista que dirige a câmara de Évora, aparentemente, a questão da manutenção das estradas que servem a cidade e o concelho não é um problema prioritário, por isso é-lhe indiferente que, diariamente, os utilizadores vejam as sua vidas infernizadas. Dois pesos e duas medidas. Acho que poderei concluir que, quando estão na oposição pensam uma coisa, quando estão no poder pensam outra, diametralmente, contrária. Mas, “o povo é quem mais ordena”.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com