O seguro morreu de velho

Crónica de Opinião
Quarta-feira, 11 Março 2020
O seguro morreu de velho
  • José Policarpo

 

 

Não sou muito dado a aforismos ou ditados populares, porém não posso negar que, quase todos, trazem bons e avisados ensinamentos. Vivemos num mundo globalizado e as notícias correm à velocidade da Luz. Um vírus, alegadamente, muito nocivo e que se dissemina a grande velocidade, está a paralisar o planeta.

Uma epidemia que, teve o início numa cidade chinesa, já conseguiu paralisar por completo um país europeu. A Itália está de quarentena. E, há várias cidades europeias, com um número de pessoas infetadas consideravelmente elevado. Há quem fale mesmo que já estamos perante uma Pandemia, em virtude da propagação do vírus poder ser verificada, simultaneamente, em todos os continentes.

Ora, a situação é no mínimo preocupante e, os meios para o combate do COVID 19, devem ser mobilizados para esse efeito, sem olharmos a questões financeiras. A saúde pública é um bem inegociável.

Contudo, e, admito que não possua de informação atualizada, não tenho conhecimento que exista um plano de contenção transversal, pensado para as instituições públicas e privadas, a ser aplicado na cidade de Évora. A ser assim, parece-me muito preocupante.

A cidade de Évora é visitada por centenas de milhar de turistas todos os anos e por milhares todos os dias. Oriundos de todos os países. Não era avisado e até recomendável, implementar-se um plano de contenção especial para a cidade de Évora, por força da especificidade da nossa cidade? O município de Évora, o que pensa desta preocupação?

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com