O Trigo e o Joio!

Crónica de Opinião
Quarta-feira, 02 Maio 2018
O Trigo e o Joio!
  • José Policarpo

 

 

Ainda há poucos dias celebrámos e comemorámos o dia da Liberdade. Contudo, as noticias dos últimos dias remetem-nos, pelo menos a mim, remetem-me para a realidade de uma qualquer ditadura da américa do sul ou da ásia.

Será possível num regime democrático devidamente fiscalizado e escrutinado sucederem coisas como detentores de cargos públicos alegadamente auferirem rendimentos pela “porta do cavalo” durante muito tempo? Ou, existirem contratos, em que o Estado na qualidade de representante dos seus cidadãos, beneficia as empresas privadas em detrimento do interesse que na realidade prossegue, o interesse público, o interesse de todos os cidadãos? Não e só possível, como, aparentemente, sucedeu. Refiro-me no primeiro caso a um ministro da república e, no segundo, a uma empresa de distribuição de eletricidade.

Não pretendo com estas referências “atirar pedras” a quem já tem problemas com a justiça e contribuir para o seu avolumar. Aliás não é da minha natureza “atacar” aqueles que já têm muito para se defender. Todavia, o problema destas questões, não é só o jurídico/judicial é, também, e, sobretudo, o político.

O certo é que estes “casos” não são singulares, a fazer fé nas notícias. Poderemos então concluir que, o Estado não tem agido como uma pessoa de bem, mais vezes do que é aceitável. Com efeito, só há um caminho para regenerar um regime que aparente está doente. O da separação do “trigo do joio”. Mas fica no ar a pergunta: será que existe mais joio do que trigo? Para bom entendedor acho que não é difícil a resposta..

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com