O verdadeiro patriotismo!

Crónica de Opinião
Quarta-feira, 06 Maio 2020
O verdadeiro patriotismo!
  • José Policarpo

 

 

Hoje é dia de escrever e de gravar a crónica para a Rádio Diana, porque amanhã é quarta-feira e de manhã irá para o ar, porém, a inspiração não é muita, pois a pandemia direta ou indiretamente faz-nos companhia a todas as horas (má companhia, péssima companhia), há mais de dois meses que dura, que, mais parecem, vinte anos.

Apesar de estarmos todos fartos, uns mesmos fartíssimos, como é o meu caso e de termos as nossa vidas condicionadas a todos os níveis, não podemos, sobretudo, não devemos deixar de nos preocupar com a vida coletiva, porque é um ato de patriotismo sem medida.

Vem tudo isto a propósito motivado pelas últimas más e preocupantes notícias. Soubemos que o Presidente Marcelo ficou surpreendido pela dimensão humana que tiveram as comemorações do dia do trabalhador. Mas, o Presidente da República acautelou a possibilidade de ser diferente? Pelo que se conhece, não creio. “Quem muito quer tudo perde”, já diz a sabedoria popular.

O pagamento da parte que compete ao Estado nas situações de lay off, em muitos casos, será paga no presente mês, quando foi noticiado que seria em abril. Não há responsabilidades? O que é que falhou?

Soubemos também que mais de 18 milhões de euros em adjudicações diretas, realizadas pelo Governo que, alegadamente, não observaram o quadro legal. Foi assim, ou não? Haverá mais nos referidos termos?

Por último, a viseira substitui a utilização da máscara? Parece que não. Há que clarificar muito bem esta situação a bem da saúde de todos. Há obrigação legal para a utilização de máscaras em outras situações que não seja nos transportes públicos? A clarificação aqui também se mostra de sobremaneira importância, porque o estado de emergência caiu e também caiu a proibição do exercício do direito de resistência.

Isto dito, mais do que nunca e acima de tudo, cabe aos órgãos fiscalizadores da atuação do Estado, aqui leia-se o governo, devem estar de “olhos bem abertos”, porque, de contrário, o terreno é fértil, para o cometimento de abusos e outras coisas mais… Porventura, se assim o for, possamos estar na presença de um ato de verdadeiro patriotismo.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com