Os milagrosos eventos comunistas

Nota à la Minuta
Sexta-feira, 27 Novembro 2020
Os milagrosos eventos comunistas
  • Alberto Magalhães

 

 

Depois do lamentável espectáculo de ontem, na Assembleia da República, começa hoje o XXI Congresso do PCP. Parece ser opinião geral que a Festa do Avante acabou por provar a milagrosa capacidade do PCP para a organização de eventos absolutamente esterilizados, do ponto de vista sanitário, claro está. Estaria, portanto, garantida a inocuidade do congresso, do ponto de vista sanitário, é bom de ver.

No entanto, sem querer ser desmancha-prazeres, sempre direi que, por um lado, a festa do Avante, antes de ser um sucesso sanitário, pareceu-me ser um fracasso de bilheteira e, por outro lado, não imagino os camaradas infectados ‘in loco’, a “bufarem” às autoridades sanitárias a origem do contágio, pondo em causa as sábias decisões do comité central.

Também é quase generalizada a tendência para comparar os eventos comunistas com o 13 de Maio ou o 13 de Outubro. Ora – e isto diz muito sobre o actual estado das coisas – seja o clero sejam os fiéis devotos, os católicos parecem ter muito pouca fé na possibilidade de, por intervenção divina, se poder juntar uma multidão em Fátima, sem haver contágio algum. Já, por outro lado, não só os quadros, militantes de base e simpatizantes do PCP, mas também muitos analistas dos media, parecem acreditar profundamente, na capacidade miraculosa da organização comunista para impedir qualquer propagação viral, no Pavilhão Paz e Amizade, em Loures. Nunca saberemos, não é verdade? Pois se, em Portugal, 81% dos contágios são de origem clandestina…

Mas, cuidado, a cobertura televisiva tenderá a ser intensa, com grande parte da população fechada em casa e com tempo para vigiar cada nariz fora da máscara, cada espirro sem etiqueta, cada telemóvel a passar de mão. Não os devemos invejar.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com