Pior será difícil!

Quarta-feira, 06 Abril 2022
Pior será difícil!

A direita tem a casa arrumada à exceção do Partido Social Democrata. No último fim de semana o CDS elegeu o novo líder para os próximos dois anos, enquanto a liderança do PSD marcou as diretas para o próximo dia 28 de maio.

O PSD perdeu copiosamente as últimas eleições legislativas que ocorreram há mais de dois meses e só terá a casa arrumada lá para o final do mês junho. Não é aceitável para um partido que se diz de poder estar em letargia durante tanto tempo. Não faz oposição e dá um péssimo sinal ao seu eleitorado. Não perceber isto é negar a essência da política. A política é o confronto de ideias é a dialética no seu estado mais puro.

Vivemos tempos muito complicados e não menos complexos. A pandemia trouxe muitos problemas de natureza económica, que a guerra da ucrânia veio acentuar.

A crise energética veio para ficar com tudo aquilo o que de mau significa. Os bens de primeira necessidade, como o pão, leite e os ovos terão preços nunca vistos, o que comportará uma perda significativa da qualidade de vida de muitas pessoas. Os mais necessitados, como sempre, serão os mais penalizados.

Portugal nos últimos 7 anos, durante o consulado de Costa, desceu várias posições no ranking europeu do produto per capita. Estava no meio da tabela e agora encontra-se quase na cauda. São factos…

Por isso, o centro-direita, mais do que nunca, necessita de um PSD remodelado e com o vigor necessário para fazer uma oposição construtiva e implacável. O país reclama um novo modelo social e económico, sob pena de conduzir a maior parte das pessoas para um restado de pobreza incontornável. Haja quem perceba o presente para que possa construir um futuro melhor para todos.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com