Procuram-se respostas

Quarta-feira, 29 Junho 2022
Procuram-se respostas

 

 

A guerra na Ucrânia veio pôr em causa a estabilidade social, económica e política no continente europeu. As várias comunidades políticas que, constituem a maior parte dos países europeus, viveram nos últimos setenta anos debaixo dos desígnios da paz e do crescimento económico.

A federação russa em virtude do seu poderio bélico constituiu-se numa ameaça para a paz na Europa. De duas uma, ou a europa com a ajuda dos seus aliados da nato se militariza, ou, então, ficará à merce dos ímpetos imperialistas do Senhor PUTIN, com consequências imprevisíveis.

Porém, qualquer das decisões poderá acarretar custos sociais e/ou económicos muito avultados. Por isso, os dirigentes europeus estão obrigados, agora mais do que nunca, a falarem claro junto das suas populações. Os sacrifícios chegarão com toda a certeza e será mais fácil pedi-los explicando as razões, do que os exigir sem mais.

A militarização da europa exigirá muitos recursos, humanos e financeiros, o que implicará, necessariamente, sobrecarga de impostos sobre as populações. Contudo, não me parece que seja sensato, mesmo que isso implique perda de bem-estar para todos nós, que os países europeus se coloquem à mercê de um ditador. A segunda guerra mundial teve o seu armistício há 67 anos e todos conhecemos os milhões que pereceram e a devastação que ocorreu. A história dá ensinamentos para quem os quer aprender.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com