Ranking dos municípios

Crónica de Opinião
Sexta-feira, 07 Abril 2017
Ranking dos municípios
  • Rui Mendes

 

 

Foi divulgada esta semana a 4ª edição do Portugal City Brand Ranking.

Trata-se de uma análise, efectuada a partir de consultas digitais na web, aos 308 municípios portugueses.

Os resultados são apresentados através da ordenação dos municípios em termos nacionais e regionais, em três referências: viver, visitar e fazer negócios.

Ao visualizarmos o ranking nacional verificamos que a região Alentejo apenas coloca um município nas primeiras 25 posições.

O município de Évora integra o ranking na 20ª posição, descendo uma posição em relação ao anterior ranking.

E esta descida deve-se, em especial, ao aumento da procura de outros municípios, havendo assim uma perda que poderemos considerar de relativa.

No que se refere ao ranking regional a marca do município de Évora aparece na 1ª posição, mantendo aquela posição nas três referências: viver, visitar e fazer negócios.

Se em termos regionais a marca do município de Évora bate todas as outras, colocando-se Évora como o espaço na região mais atractivo à realização de negócios, mais interessante de visitar e com mais qualidade para viver, em termos nacionais já é uma “marca” com muito menos competitividade.

Nacionalmente ocupa a 29º posição no indicador negócios, a 10ª em visitar e a 23º em viver.

Este estudo, da autoria da Bloom Consulting, vale o que vale, mas não deixa de ser um estudo, com a sua metodologia explicada, e que deixa um registo das posições dos 308 municípios.

E será certamente indicadores que importará reter e acompanhar, porque eles confirmam o que será a percepção de muitos eborenses, que nacionalmente somos um espaço que não será muito atractivo para a realização de negócio, que somos uma forte marca que atrai visitantes, em espacial pelo notável património arquitectónico que possui, e que Évora já ofereceu aos seus residentes melhor qualidade de vida, pelo que aqueles indicadores expõem verdadeiramente as áreas onde o município é mais e menos atractivo.

Estamos no tempo certo para estas abordagens, para que cada um faça a sua própria avaliação do que tem sido feito e do que não foi feito, e que todos estejamos disponíveis para ouvir o que os candidatos nos vão propor como estratégia de desenvolvimento da cidade e para melhorar a qualidade de vida dos seus residentes, que será isso que mais nos interessa.

Até para a semana

Rui Mendes

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com