Resultados das eleições legislativas

Nota à la Minuta
Segunda-feira, 07 Outubro 2019
Resultados das eleições legislativas
  • Alberto Magalhães

 

 

Faltando apurar os votos no círculo da emigração, passo em revista os resultados das eleições legislativas no país:

  • Como novidade, três novos partidos, elegeram um deputado cada um: o Livre, uma espécie de BE europeísta; o Iniciativa Liberal, que se apresenta liberal na economia e conservador nos costumes; e o Chega, que tenta aproveitar-se dos erros e exageros multiculturalistas, para apelar aos instintos mais básicos da populaça.

  • Já pelas sondagens anunciado, o grande equívoco populista da temporada, que oxalá não se torne crónico ou tumoral: o PAN cresceu para 4 deputados, apesar da imbecilidade perigosa do seu programa e da inépcia ostensiva dos seus mentores.

  • Ao CDS, não cabendo num táxi, chega-lhe um automóvel para rumar a S. Bento. Cristas apostou em continuar o discurso de Passos Coelho e nem a direita gostou da teimosia.

  • Quem, nos últimos dias de campanha, olhasse para Jerónimo de Sousa, adivinhava o que vinha: a CDU, grande defensora dos trabalhadores e do povo, teve 6,5% dos votos e uma dúzia de deputados. Como encarar os camaradas que eram contra a geringonça? O declínio será mais lento se a abandonar? Mas os eleitores comunistas querem-na. Que fazer? Um passo em frente, dois atrás?

  • Sobre o Bloco de Esquerda há pouco a dizer, de momento: não subiu aos 10%, não desceu dos 19 lugares na Assembleia.

  • Rui Rio, alcançados os 28%, suspirou de alívio. Ainda tem hipóteses de sobreviver na liderança do PSD.

  • Finalmente, o PS foi o vencedor – folgado – das eleições. Faltou chegar à maioria absoluta. Resta saber se António Costa estava interessado em lá chegar. Por vezes, deu-me a impressão de que não.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com