Será que nunca ninguém lhes disse isso?!?

Crónica de Opinião
Quarta-feira, 03 Outubro 2018
Será que nunca ninguém lhes disse isso?!?
  • José Policarpo

 

 

Os pequenos grandes problemas da cidade de Évora mantêm-se sem que nenhuma explicação seja, aparentemente, atendível. Vem a isto a propósito da sinalização rodoviária existente, diria mesmo deficiente, no centro histórico e nos respetivos bairros.

Por isso, vou falar-vos de dois exemplos que são uma das cerejas que encimam o bolo das omissões camarárias e que ilustram bem, na minha opinião, aquilo que é a minha incredulidade.

A passadeira que está em frente ao portão da escadaria que dá acesso à igreja do Carmo, na rua Dr. Joaquim Henrique da Fonseca, está, praticamente, sem a tinta que a delimita, e, por este motivo, muitas das vezes, podemos verificar que no sítio da passadeira, estão automóveis estacionados. A culpa não pode, nem deverá ser imputada aos condutores, mas ao município de Évora.

Na horta das tâmaras existe um sinal que proíbe virar-se à esquerda. Contudo, a localização do referido sinal não permite a um condutor menos atento, aperceber-se dessa informação. Sucede que, não raras vezes, verificam-se condutores em sentido proibido.

Na verdade, estas duas situações colocam em causa a segurança rodoviária dos peões, como, também, daqueles que circulam nos automóveis. Donde, a câmara municipal de Évora tem o dever de acautelar estas situações, porquanto, o transito municipal figura como uma das suas competências.

Ora, não é necessário ser especialista em trânsito rodoviário para encontrar uma solução para estas situações. Bastava, para isso, a vereação do pelouro falar com o respetivo departamento e, uma vez por semana, fazerem o levantamento das omissões rodoviárias existentes e agirem em conformidade. Os funcionários municipais trabalham ao serviço dos munícipes. Será que nunca ninguém lhes disse isso?

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com