Tempos difíceis!

Quarta-feira, 09 Fevereiro 2022
Tempos difíceis!

Passados onze dias da data das eleições legislativas há uma coisa que me parece ter resultado sem equívocos: a maioria da população portuguesa quer uma governação estável e longe dos extremos do espectro político- partidário.

A campanha eleitoral levada a cabo pelo partido socialista nas últimas eleições foi tremendamente eficaz na divisão da direita e em arrebanhar os votos do eleitorado da extrema-esquerda. Esta afirmação tem sustentação no resultado eleitoral do psd, IL e chega, que todos juntos não formam uma maioria parlamentar. Por outro lado, a exiguidade parlamentar com que ficaram o partido comunista português e o bloco de esquerda. Já o partido ecologista os verdes, simplesmente eclipsou.

A nova realidade política saída das últimas eleições constituirá o partido socialista como o senhor absoluto do destino dos portugueses durante os próximos quatro anos. Os responsáveis desta realidade, sem um pingo de dúvida, e, em primeiro lugar e à cabeça, temos a atual direção do PSD, secundada pelas lideranças do PCP e do Bloco.

A responsabilidade do PSD deve-se ao facto de não se ter apresentado ao eleitorado como uma verdadeira e solida alternativa de poder. Foi quase sempre errática, nunca conseguira transmitir o que pretendia a não ser que o poder não se conquista, mas que se perde. Nada mais errado. O poder conquista-se com ideias e combatividade na sua defesa. O atual PSD fez o contrário disto. Escondeu-se à espera, que o poder lhe caísse no regaço. Enganou-se redondamente.

Por seu turno a extrema-esquerda, por mero tacticismo político, votou contra o orçamento do Estado na expectativa de obter frutos dessa decisão. Porém, o seu eleitorado não gostou da crise política provocada e penalizou-os severamente nas urnas, votando, uma parte significativa, no partido socialista.

Por isso, os próximos anos serão de grande exigência para o partido socialista em virtude de uma conjuntura económica desfavorável. Os juros subirão com toda a certeza e o poder de compra dos portugueses será afetado negativamente. A história ensina-nos que os socialistas nunca souberam governar em tempos difíceis. Oxalá que Costa e os seus ministros contrariem a história e os meus receios.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com