Um balanço da pandemia

Nota à la Minuta
Segunda-feira, 30 Março 2020
Um balanço da pandemia
  • Alberto Magalhães

 

 

Balanço possível da pandemia a nível mundial, às 00h de hoje*: mais de 536 mil casos activos, cerca de 34 mil mortos e de 150 mil recuperados. Dos casos activos, cerca de 510 mil (95%) são ligeiros ou moderados e cerca de 27 mil (5%) são casos graves ou muito graves. Em Portugal, à mesma hora, contavam-se 5800 casos activos (mais 792 que no dia anterior), 119 mortos e 43 recuperados.

Dois números importantes para podermos estabelecer comparações entre países são o total de casos por milhão de habitantes e o número de mortes, também por milhão de habitantes. Vejamos alguns países, com os primeiros infectados a aparecerem em final de Fevereiro, início de Março, com excepção da Espanha, com primeiros casos no final de Janeiro.

Curiosamente, vemos que é a Suiça, um país de que não se tem falado muito, que tem o maior número de infecções por milhão de habitantes – 1713, mas apenas 35 mortes por milhão. Compare-se com a Espanha – igual número de infectados por milhão de habitantes – mas com 146 mortes por milhão. Ou com a Itália – 1616 infecções por milhão, e ainda mais mortes por milhão que a Espanha – 178.

Vejamos Portugal. Presentemente, infectados por milhão, 585, mortos por milhão, 12. Perante estes números tão lisongeiros para Portugal, que dizer? “Estamos de parabéns” ou “os números valem o que valem”? O futuro dirá. Bem, ouço perguntar, “e o Brasil do Bolsonaro?” O Brasil apresenta só 20 infectados e 0,7 mortos, por milhão de habitantes.

* Números obtidos no site worldometers.info.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com