Um fiasco americano

Nota à la Minuta
Sexta-feira, 01 Março 2019
Um fiasco americano
  • Alberto Magalhães

 

 

Chega a ser penoso observar o desempenho internacional de Donald Trump. Organizou duas cimeiras para promover a imagem do ditador norte-coreano à escala mundial. Começou por lhe chamar “pequeno homem foguete” e acabou a tratá-lo por “grande líder”. Se no primeiro encontro conseguiu um desanuviamento positivo, embora sem avanços práticos, desta vez mostrou definitivamente não compreender a diferença entre uma reunião de negócios privados e uma cimeira em que representava os interesses dos EUA.

Interrompeu a meio a performance, alegando que Kim Jong-Un lhe fizera uma proposta indecente: desnuclearizar uma grande parte das áreas indicadas pelos norte-americanos, a troco do levantamento total das sanções impostas por estes.

Cabe perguntar se não teria sido mais prático e sensato, inteirar-se da proposta norte-coreana, antes de se meter no Air Force One a caminho do Vietname.

Para cúmulo, logo a seguir, o ministro dos Negócios Estrangeiros da Coreia do Norte, tratou de desmenti-lo, afirmando que Kim Jong-Un apenas pedira um alívio parcial das sanções, em troca do desmantelamento do seu complexo nuclear principal, em Yongbyon.

Duas versões, duas narrativas, dois reputados mentirosos. Um fiasco americano.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com