Uma mentira mil vezes repetida…

Nota à la Minuta
Quarta-feira, 11 Dezembro 2019
Uma mentira mil vezes repetida…
  • Alberto Magalhães

 

 

A frase que melhor define certa publicidade e certa propaganda é esta: “uma mentira mil vezes repetida, torna-se verdade”. Quem a disse não foi Donald Trump, nem Boris Johnson, embora lhes assentasse como uma luva. Aliás, não será difícil encontrar seguidores desta linha programática, até mesmo no nosso país. Mas a sua autoria, só desmentida por negacionistas convictos, é justo atribuí-la a Joseph Goebbels, ministro da Propaganda da Alemanha nazi. Tanto mais justo quanto ele a levou à prática com elevado esmero e determinação. “Os judeus conspiram para entregar a Alemanha aos bolcheviques” tem servido de exemplo de propaganda 200% eficaz.

Mas quase tão boa como a transformação dos judeus em odiosos traidores da civilização, temos a frase de Trump: “destituir um presidente, um dos mais bem-sucedidos de sempre e que não fez nada de errado é pura loucura, caça às bruxas”; e a promessa de Boris: “com o dinheiro poupado pelo Brexit faremos investimentos enormes em infra-estruturas e serviços públicos”.

Se Goebbels tinha, no terror e nas telefonias quase grátis, mas que só transmitiam a emissora estatal, instrumentos poderosos de persuasão, Trump e Johnson têm ao seu dispor, por um lado, as redes sociais e, por outro lado, o descontentamento e perplexidade face às consequências negativas da globalização e dos fenómenos migratórios e aos acelerados golpes “fracturantes” nos valores e costumes.

Seja como for, uma mentira repetida mil vezes só se torna verdade se houver muita gente com vontade de acreditar ou, pelo menos, sem vontade de discernir.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com