Évora: Associação académica contra o aumento das propinas

Évora: Associação académica contra o aumento das propinas

Quinta-feira, 19 Abril 2012
Alentejo
O presidente da Associação Académica da Universidade de Évora (AAUE) está “manifestamente contra o aumento das propinas”.
Paulo Figueira diz que o fundo social que vai ser constituído envolve “um princípio perigoso”.
“Quem tem que garantir a Acção Social é o Estado” e “não podem ser uns alunos a subsidiar outros alunos”, criticou o responsável.
Quanto ao argumento de que a subida das propinas vai representar apenas um encargo de mais três euros por mês para os estudantes, Paulo Figueira contrapôs que “é falso”.
“É um aumento de três euros por mês ao nível de propina, depois é um aumento do IVA, é o aumento constante dos combustíveis, do gás, da luz, do preço da alimentação”, enumerou.
No global, continuou, “são muitos ‘três euros por mês’ e que se vão refletir, invariavelmente, no orçamento do estudantes”.
“Tenho a certeza absoluta” de que vai “haver mais alunos a desistir, embora a esperança seja precisamente do contrário”, vaticinou.

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com