Évora: Autarca lamenta abandono do TGV e critica Governo

Évora: Autarca lamenta abandono do TGV e critica Governo

Quinta-feira, 22 Março 2012
Alentejo
O presidente da Câmara de Évora lamenta o abandono definitivo do projeto do TGV.
Em declarações à DianaFm, José Ernesto Oliveira deixou críticas ao Governo de Pedro Passos Coelho.
“É uma decisão triste e que os alentejanos sentirão como um retrocesso e um andar para trás”, afirmou.
O autarca diz que o Executivo PSD/CDS-PP é “um Governo que se tem caracterizado por alguma coisa no Alentejo tem sido por desistir e deixar de continuar a criar as condições para que haja uma série de projetos estruturantes importantes para o nosso desenvolvimento”.
“Todos os projetos estruturantes que tínhamos previstos para a nossa cidade e região tem vindo, um a um, a acabar”, criticou.
O Governo “acabou com o novo hospital, acaba agora com o TGV, acabou com as condições para que a câmara possam desenvolver a sua atividade e concretizar os projetos que tinha em curso e acabou com a expetativa da criação do novo aeroporto na margem sul do Tejo”, frisou.
O autarca reagia ao anúncio hoje feito pelo Governo de que o projeto do comboio de alta velocidade (TGV) será “definitivamente abandonado”, depois do chumbo do Tribunal de Contas ao contrato do troço Poceirão-Caia.
O comunicado do Ministério da Economia refere que a decisão do Tribunal de Contas “vem, na perspetiva do Governo, encerrar a polémica em torno do projeto do TGV, que será, assim, definitivamente abandonado”.
Ainda de acordo com a nota, o Governo reafirma que, em termos de redes ferroviárias transeuropeias, a sua prioridade está nas ligações de transporte de mercadorias a partir de Sines e Aveiro, visando “reforçar as condições para o aumento da competitividade das exportações portuguesas”.

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com