Évora: BE aponta ilegalidade na construção da nova linha ferroviária

Évora: BE aponta ilegalidade na construção da nova linha ferroviária

Quarta-feira, 20 Abril 2016
Alentejo

O deputado do Bloco de Esquerda Heitor de Sousa afirmou ser ilegal a construção do troço Évora – Évora Norte da nova linha ferroviária entre Sines e Caia sem que seja feito um estudo de impacte ambiental.

A posição do parlamentar bloquista foi manifestada à DianaFM depois de reunir ontem com o movimento de cidadãos Évora Unida e visitar o local por onde vai passar a linha, na zona da freguesia da Senhora da Saúde.

“A construção da linha não vai ter nenhum estudo de impacte ambiental, eu acho que isto é uma coisa ilegal, porque qualquer projeto integrado na rede transeuropeia de transportes tem obrigatoriamente de ter um estudo de impacte ambiental”, referiu.

Heitor de Sousa assinalou que “o estudo de impacte ambiental não é só saber o impacto das infraestruturas no ambiente”, mas “é também saber a opinião das pessoas sobre essa mesma infraestrutura, porque existe a auscultação direta das pessoas”.

Em 2014, a então Refer, agora Infraestruturas de Portugal, terá pedido a dispensa do estudo de impacte ambiental do troço Évora – Évora Norte, alegando que a nova linha seria construída no antigo ramal de Estremoz.

O deputado bloquista prometeu questionar o ministro das do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, durante a sua audição, na próxima semana, no Parlamento, e revelou que está a ponderar avançar com uma iniciativa legislativa.

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com