Évora: Câmara deixou de usar pesticida perigoso

Évora: Câmara deixou de usar pesticida perigoso

Terça-feira, 03 Maio 2016
Alentejo

A Câmara de Évora deixou de usar, no ano passado, o pesticida glifosato, potencialmente cancerígeno.

A garantia foi dada à DianaFM pelo presidente do município, Carlos Pinto de Sá.

“A câmara deixou de usar esse pesticida desde o ano passado”, afirmou o autarca.

O glifosato é um pesticida que foi considerado “provavelmente cancerígeno” pela Organização Mundial de Saúde em 2015.

Carlos Pinto de Sá explicou que “quando surgiram informações de que o produto químico podia provocar problemas para a saúde”, a câmara entendeu “deixar de adquirir os pesticidas que tivessem esse produto químico”.

O autarca lembrou que, ainda assim, “o produto é vendido de acordo com as normas da União Europeia”.

O Ministério da Agricultura já esclareceu que o potencial carcinogénico do herbicida glifosato está associado a um co-formulante (taloamina) e não ao produto.

A sua utilização futura será decidida durante este mês de maio.

Deixe um comentário

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com