Évora: Candidato da CDU desvaloriza sondagem

Évora: Candidato da CDU desvaloriza sondagem

Segunda-feira, 18 Setembro 2017
Alentejo

O candidato da CDU à Câmara de Évora, Carlos Pinto de Sá, desvalorizou os resultados da sondagem que dá como perdida a maioria absoluta conquistada há quatro anos.

“Há quatro anos, por esta altura, foi feita também uma sondagem semelhante que dava empate técnico entre a CDU e o PS e os resultados eleitorais foram o que se viram”, comentou à DianaFM Carlos Pinto de Sá.

O cabeça-de-lista da coligação PCP/PEV afirmou que “a sondagem confirma que a CDU vai ganhar a Câmara de Évora”, esperando “poder ganhar com maioria absoluta”.

Também em declarações à DianaFM a candidata socialista à Câmara de Évora, Elsa Teigão, assinalou que a tendência revelada na sondagem é de crescimento do PS.

“A sondagem revela que está tudo em aberto e que há uma boa possibilidade, devido à tendência [do estudo], de termos um bom resultado”, referiu.

Elsa Teigão notou ainda que a sondagem mostra que “o PS está a crescer e que a CDU tem um decréscimo muito acentuado: “Dez por cento é muito voto perdido e transitado”.

O estudo feito pela Eurosondagem coloca a CDU abaixo dos 39%, ou seja, menos 10 pontos percentuais que nas últimas autárquicas.

Com este resultado, Carlos Pinto de Sá garante a reeleição, mas perde a maioria absoluta conquistada há quatro anos.

No estudo agora publicado, foi perguntado, em 703 entrevistas validadas, “Se as eleições fossem hoje e estes os candidatos qual seria o seu voto?”.

Os resultados foram os seguintes:
Carlos Pinto de Sá, CDU com 38,9% elege entre 3 a 4 vereadores;
Elsa Teigão, PS com 29.6% elege entre 2 a 3 vereadores;
António Costa da Silva com 17,5% elege 1 vereador;

Sem eleição de vereador prevista:
Maria Helena Figueiredo, BE, com 5.3% das intenções de voto;
Pedro D’Orey Manoel, Afirmar Évora (CDS+MPT+PPM) com 3%;
André Sapage, PAN, com 1.8%;

A projeção de resultados foi realizada presumindo que os 18.9% dos inquiridos que não sabem e não respondem irão abster-se.

O estudo de opinião foi efetuado pela Eurosondagem de 10 a 12 de setembro de 2017.
O erro máximo da amostra é de 3,67%, para um grau de probabilidade de 95%.

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com