Évora: Cendrev evoca o fundador, Mário Barradas, com peça de teatro “Café Mário”

Évora: Cendrev evoca o fundador, Mário Barradas, com peça de teatro “Café Mário”

Sábado, 19 Novembro 2011
Alentejo

A peça “Café Mário”, de Pierre Etienne Heymann, a partir de textos de vários autores, é a nova produção do Centro Dramático de Évora (Cendrev), que estreia hoje no Teatro Garcia de Resende.

O Cendrev disse que o espetáculo parte de um desafio que a companhia lançou a si mesma, para evocar “a obra e o pensamento” de Mário Barradas, fundador deste projeto teatral, em 1975 em Évora.

O espetáculo, que “propõe também um envolvimento diferente do público”, vai estar em cena no Teatro Garcia de Resende até 18 de dezembro, de quarta-feira a sábado, com lotação limitada a 80 espetadores.

O encenador Mário Barradas, natural de Ponta Delgada, morreu em Lisboa, aos 78 anos, a 19 de novembro de 2009, sendo agora homenageado pelo Cendrev precisamente dois anos depois da morte.

Em 1975, Mário Barradas fundou o Centro Cultural de Évora, antecessor do Cendrev, e a Escola de Formação Teatral, onde era docente, tendo impulsionado a descentralização teatral em Portugal e marcado o panorama teatral nacional na segunda metade do século XX.

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com