Évora: Coligação CDS-PP/MPT/PPM quer “tirar” câmara do PAEL

Évora: Coligação CDS-PP/MPT/PPM quer “tirar” câmara do PAEL

Quarta-feira, 27 Setembro 2017
Alentejo

O candidato da coligação CDS-PP/MPT/PPM à Câmara de Évora quer iniciar em 2018 as negociações com o Governo para a saída do município do Programa de Apoio à Economia Local (PAEL) para poder conceder incentivos a famílias e empresas.

Pedro d’Orey Manoel refere que o PAEL obriga a câmara municipal a cobrar os valores máximas de taxas e impostos, além não permitir conceder incentivos à natalidade e às famílias numerosas e para a fixação de empresas no concelho.

O candidato assume que a sua candidatura é “a única alternativa de centro-direita em Évora”, considerando que “o PSD, nos últimos 41 anos, sempre teve um ou mais vereadores e nunca fez trabalho de oposição construtivo e combativo”.

Por outro lado, coloca em dúvida a disponibilidade do candidato social-democrata, António Costa da Silva, que na atual legislatura é deputado na Assembleia da República, para assumir o cargo de vereador no município.

“Ele tem feito um bom trabalho ao nível do Parlamento como deputado por Évora”, mas “parece-nos que a conciliação das duas coisas é muito difícil”, realça, prometendo assumir “a 100 por cento” o cargo para o qual for eleito.

Pedro d’Orey Manoel visitou ontem a Igreja de São Francisco.

O candidato considera que “é um excelente exemplo de recuperação do património”.

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com