Évora: Hospital implanta primeiro cardiodesfibrilhador subcutâneo do Alentejo

Évora: Hospital implanta primeiro cardiodesfibrilhador subcutâneo do Alentejo

Segunda-feira, 09 Maio 2016
Alentejo

O primeiro sistema de cardiodesfibrilhador totalmente subcutâneo do Alentejo foi implantado no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE).

A cirurgia, que decorreu sem complicações, foi efetuada, na semana passada, pela equipa da Unidade de Pacing e Arritmologia do Serviço de Cardiologia do HESE.

O cardiodesfibrilhador subcutâneo pode ser usado para prevenção primária ou secundária de morte súbita em qualquer doente em que se preveja o surgimento de uma arritmia potencialmente fatal como é uma fibrilhação ventricular.

O doente a quem foi implantado o cardiodesfibrilhador é um homem de 37 anos, com síndrome de Brugada, para prevenção primária de morte súbita.

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com