Évora: Ministério Público acusa família de escravizar homem

Évora: Ministério Público acusa família de escravizar homem

Sexta-feira, 20 Maio 2016
Alentejo

O Ministério Público deduziu acusação contra quatro pessoas da mesma família por escravizarem um homem durante 26 anos numa propriedade agrícola de Évora.

O homem, de nacionalidade angolana, morreu aos 65 anos em novembro do ano passado sem que o seu caso chegasse a julgamento.

Com o despacho de acusação, em que é pedida uma indemnização de 30 mil euros, o caso segue para julgamento.

Os quatro arguidos estão acusados dos crimes de escravidão e de tráfico de pessoas.

O caso remota a 2013 quando foi resgatado pela GNR.

Terá trabalhado 26 anos na propriedade agrícola sem que lhe fosse paga qualquer remuneração, em situação de absoluta dependência.

Além disso, aponderaram-se dos seus documentos pessoais.

O homem passou os últimos anos da sua vida numa instituição de Coimbra que acolhe vítimas de tráfico de pessoas.

Deixe um comentário

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com