Évora: Quase metade dos alunos universitários atravessa dificuldades económicas

Évora: Quase metade dos alunos universitários atravessa dificuldades económicas

Terça-feira, 20 Março 2012
Alentejo
Quase metade dos alunos do ensino superior atravessa dificuldades económicas, muitos temem abandonar o curso ainda neste ano letivo e 58 por cento não se sente preparado para entrar no mercado de trabalho.
Estes são os dados nacionais dos inquéritos feitos aos universitários e tratados pela Associação Académica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, para saber qual a situação económica e as dificuldades dos estudantes do ensino superior.
O estudo foi divulgado ontem, em Évora, num encontro com jornalistas, após o Encontro Nacional de Direcções Associativas (ENDA), que decorreu na cidade durante o fim de semana e que reuniu dirigentes das associações académicas e de estudantes das universidades e institutos politécnicos nacionais.
Dos 4.000 inquiridos, 48 por cento afirmou passar dificuldades económicas, destes, 65 por cento disse temer abandonar o ensino superior por esse motivo e 69 por cento revelou que não recebe bolsa de ação social.
Nos inquéritos foi perguntado aos alunos se se sentem preparados para entrar no mercado de trabalho, tendo 2.214 (58 por cento) respondido que não e 1.620 (42 por cento) que sim.
Os estudantes foram também questionados sobre se a sua formação se ajusta às oportunidades de emprego em Portugal, com mais de metade (62 por cento) a considerar que não e 38 por cento que sim.
Quanto às intenções de emigrar depois de terminar o curso, 2.110 (55 por cento) responderam que sim e 1.743 (45 por cento) disseram que não.

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com