Grândola: Guarda prisional detido por crimes informáticos e corrupção

Grândola: Guarda prisional detido por crimes informáticos e corrupção

Quarta-feira, 13 Julho 2016
Alentejo

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de um guarda prisional, de 42 anos, por crimes informáticos e corrupção, num caso em que também está implicado um recluso.

Vários órgãos de comunicação social avançam que se trata de um guarda prisional da cadeia de Pinheiro da Cruz, em Grândola, mas a PJ não especifica.

A investigação apurou que o detido colaborava e facilitava a atividade de um recluso, que, do interior do estabelecimento prisional, se dedicava à prática de crimes de burla informática e acesso ilegítimo, utilizando para o efeito um smartphone com capacidade de processamento.

Segundo a PJ, os factos tinham por base uma forte componente de “engenharia social”, levando as vítimas a concederem privilégios de acesso a sistemas informáticos comprometedores e que se consubstanciavam em prejuízos económicos imediatos.

Os elementos até agora disponíveis permitem atribuir aos autores a responsabilidade por um dano global de cerca de trinta mil euros, tendo sido apreendidos meios informáticos que suportavam os crimes cometidos.

Deixe um comentário

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com