Investigação da UÉ alerta para o impacto das alterações climáticas na biodiversidade marinha

Investigação da UÉ alerta para o impacto das alterações climáticas na biodiversidade marinha

Terça-feira, 25 Agosto 2020
Alentejo

Uma investigação da Universidade de Évora alerta para o impacto das alterações climáticas na biodiversidade marinha. O estudo antecipa a migração generalizada de espécies no sentido dos pólos do planeta em busca de melhor “adequação ambiental”, até ao final do século XXI. Os trópicos, atualmente as regiões mais ricas na biodiversidade marinha , sofrerão alterações significativas com esta migração de espécies. A doutoranda Joana Portugal analisou dados de diversas áreas para tentar compreender a distribuição probabilística de 125 espécies de lagosta, 161 espécies de cefalópodes, e 103 espécies de pequenos peixes pelágicos, considerados exemplares de elevado interesse económico.
O trabalho, pioneiro na abordagem macro ecológica com que abordou estes problemas em ambientes marinhos, servirá de orientação para implementar estudos pormenores em áreas ou espécies identificadas como de risco face às alterações climáticas iminentes.

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com