Instituições aderem à central de negociação que “nasceu” no Alentejo

Instituições aderem à central de negociação que “nasceu” no Alentejo

Terça-feira, 28 Julho 2020
Alentejo

Foram 84 as instituições sociais de todo o país que aderiram à central de negociação que “nasceu” no Alentejo para a compra de equipamentos de proteção individual (EPI) contra a pandemia de covid-19.

A maioria das instituições particulares de solidariedade social aderentes é do distrito de Évora, onde surgiu a ideia, num total de 18, revelou à DianaFM  o presidente da UNITATE, Tiago Abalroado.

A central de negociação foi lançada, no início deste mês, pela UNITATE – Associação de Desenvolvimento da Economia Social em parceria com um escritório de advogados, depois de a União Distrital das IPSS (UDIPSS) de Évora ter identificado esta necessidade.

Quatro fornecedores vão fazer entregas mensais de equipamentos às instituições aderentes já a partir de agosto e até janeiro de 2021.

 

 

Segundo o responsável, após a negociação, o preço unitário de cada máscara ficou a 18 cêntimos, cinco litros de álcool-gel a 11,85 euros, o par cobre-sapatos a sete cêntimos, toucas a dois cêntimos, aventais a quatro cêntimos e o par luvas a 26 cêntimos.

 

 

 

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com