Ministro nega falta de assistentes operacionais em Évora

Ministro nega falta de assistentes operacionais em Évora

Terça-feira, 18 Setembro 2018
Alentejo

O ministro da Educação negou que faltem assistentes operacionais nas escolas de Évora.

Tiago Brandão Rodrigues disse que o Governo foi informado, “na semana passada, pela Câmara de Évora que tinha a intenção de rescindir o contrato de execução com o Ministério da Educação, pondo em causa também o início no ano letivo”.

“Nós dissemos, claramente, que as condições operacionais estão criadas e que os assistentes operacionais existem nas escolas, para que todo o serviço coletivo se possa dar, como tem de ser dado”, acrescentou.

O ministro frisou que o Governo aumentou, nos últimos dois anos, o número de assistentes operacionais, acréscimo que disse ter sido de 2.500, e que, neste ano letivo, se registou um reforço de 500.

“Não é verdade que não existam funcionários. Nós cumprimos o rácio legal, que foi fortalecido. Neste momento, existem todas as condições para, verdadeiramente, o ano letivo começar”, sublinhou.

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com