PCP critica atraso na adjudicação do novo hospital do Alentejo

PCP critica atraso na adjudicação do novo hospital do Alentejo

Sexta-feira, 03 Julho 2020
Alentejo

O líder parlamentar do PCP, João Oliveira, volta a criticar o Governo por causa dos atrasos na adjudicação das obras de construção do novo Hospital Central do Alentejo.

O também deputado eleito por Évora diz que os prazos prometidos foram ultrapassados.

Segundo João Oliveira, os compromissos mais recentes da Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo apontavam para que “a adjudicação da obra seria feita ainda no primeiro semestre de 2020”.

“Sabemos que a ARS tem todo o processo pronto desde o dia 03 de março e continua sem fazer a adjudicação e o Governo nem sequer aponta uma data definitiva para a concretização dessa adjudicação. Isto faz-nos temer o pior”, salienta.

Sublinhando que “a obra do novo hospital tem sofrido variadíssimos atrasos”, João Oliveira nota que “o primeiro semestre 2020 já acabou” e as obras da nova unidade hospitalar ainda não foram adjudicadas.

Em abril deste ano, o presidente da ARS do Alentejo, José Robalo, revelou que o concurso público da empreitada do novo hospital foi vencido pelo grupo espanhol Aciona.

A construção do novo hospital envolve um montante total superior a 180 milhões de euros, uma vez que, aos 150 milhões de investimento previsto, incluindo 40 milhões de fundos europeus, acresce 23% do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA).

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com