PCP critica atraso da construção do Hospital Central do Alentejo

PCP critica atraso da construção do Hospital Central do Alentejo

Segunda-feira, 12 Outubro 2020
Alentejo

O PCP de Évora critica “o inqualificável atraso nos compromissos assumidos pelo Governo do PS” para a construção do novo Hospital Central do Alentejo, em Évora.

Em comunicado, a Direção da Organização Regional de Évora (DOREV) do PCP afirma que “não basta a colocação em Orçamento do Estado” e que “é necessário dar sequência aos diversos procedimentos necessários para que o projeto arranque sem mais demoras”.

“Este atraso que urge ser suprido revela a falta de vontade politica do presidente da Administração Regional de Saúde do Alentejo, que tudo tem feito para contornar esta necessidade, por todos reconhecida, e há muito justamente reclamada e que a sua adjudicação só será uma realidade face à ação desenvolvida pela população, pelos profissionais e traduzida na proposta e iniciativa do PCP e perante a qual o Governo precisa dar resposta”, sublinha.

A DOREV do PCP reafirma ainda que “o Governo precisa de dar resposta à carência de profissionais e outros meios” para a área da saúde, destacando “as condições da urgência pediátrica, assim como outras valências hospitalares, para que não sejam postas em causa a sua prestação de serviços”.

“O caso da urgência pediátrica é revelador do investimento que é necessário fazer no SNS. O recurso a prestadores de serviços tem um impacto sério não só no plano da gestão, como das desigualdades criadas no mesmo serviço, ao mesmo tempo que não resolve o problema de falta de médicos a médio prazo”, adverte.

“A contratação de médicos e as condições da sua fixação são algumas das necessidades para garantir a manutenção desta valência com impactos em toda a região”, acrescenta.

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com