PCP questiona Governo sobre atraso do novo Hospital Central do Alentejo

PCP questiona Governo sobre atraso do novo Hospital Central do Alentejo

Quinta-feira, 14 Maio 2020
Alentejo

O PCP questionou o Governo sobre o atraso na adjudicação da obra do novo Hospital Central do Alentejo, a construir em Évora.

A pergunta, subscrita pelos deputados comunistas João Oliveira, João Dias e Paula Santos, é dirigida ao Ministério da Saúde.

Os parlamentares dizem que a pandemia da covid-19 “mostra como seria importante que o Alentejo já tivesse um novo hospital”.

O Grupo Parlamentar do PCP lamenta que “a adjudicação da obra ainda não tenha ocorrido, apesar de o Governo se ter comprometido publicamente com um calendário que apontava para que isso tivesse ocorrido em janeiro passado”.

Os comunistas chamam a atenção para “os perigos de um novo adiamento da construção do novo hospital, agora com o pretexto dos impactos, já ocorridos ou previsíveis, do surto epidémico”.

Para o PCP, o Governo deve concretizar a adjudicação da obra e criar condições para que a mesma se inicie, designadamente constituindo o Grupo de Trabalho para tratar das diversas questões que há ainda por resolver.

Numa outra pergunta, o Grupo Parlamentar do PCP questionou o funcionamento dos centros e extensões de saúde, reclamando do Governo medidas para a sua reposição e reforço no distrito de Évora.

De acordo com os comunistas, nos últimos meses, houve “redução dos horários de atendimento, suspensão de cuidados médicos ou mesmo o encerramento daqueles serviços de saúde, sobretudo nas freguesias das zonas rurais”.

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com