PCP reclama medidas urgentes do Governo para evitar fim do Cendrev

PCP reclama medidas urgentes do Governo para evitar fim do Cendrev

Sexta-feira, 29 Maio 2020
Alentejo

O PCP reclama medidas urgentes do Governo para evitar o fim do Centro Dramático de Évora (Cendrev).

Os deputados comunistas questionaram o Ministério da Cultura sobre o impacto de uma eventual cessação da atividade da companhia de teatro devido à falta de apoios por parte do Governo, bem como os impactos causados na oferta cultural do distrito e da região.

“O Cendrev é uma das companhias de teatro que, embora tenham tido a sua candidatura elegível no último concurso de apoio às artes, não beneficiou do respetivo apoio, porque o Governo disponibilizou uma verba que só permitiu financiar uma parte dos projetos apresentados”, escreve o PCP, em comunicado enviado à DianaFM.

Para os comunistas, esta companhia de teatro “cumpriu rigorosamente as obrigações de serviço público, ao longo de 45 anos, a partir do Teatro Garcia de Resende, em Évora, sendo um projeto artístico que é imprescindível à cidade e à região Alentejo”.

“Apos várias reuniões com o Ministério da Cultura e a Direção-Geral das Artes, ficou acordado discutir e assinar um protocolo com o Cendrev, que definiria os termos de um apoio ao projeto em 2020 e que previa a sua renovação para 2021, situação que se veio a alterar devido ao surto epidémico”, diz o PCP.

Esta situação, alertam, coloca esta companhia de teatro numa situação limite, com risco de insolvência, pondo em causa 12 postos de trabalho.

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com