População de Alcáçovas exige abertura do posto da GNR 24 horas por dia

População de Alcáçovas exige abertura do posto da GNR 24 horas por dia

Terça-feira, 03 Dezembro 2019
Alentejo

A população de Alcáçovas formou hoje um cordão humano para exigir a abertura do posto da GNR 24 horas por dia.

Organizada por um movimento cívico, a iniciativa decorreu em frente ao posto da Guarda e juntou dezenas de pessoas.

Um dos organizadores do protesto Luís Merca afirmou que a população pede “a reposição do horário de 24 horas” de funcionamento do posto da GNR, alegando que a criminalidade na freguesia “tem vindo a aumentar em flecha”.

“Eu próprio tenho um espaço comercial e já fui assaltado duas vezes este ano e nunca tinha sido assaltado”, referiu, adiantando que os prejuízos causados pelos furtos de que foi alvo “rondam os seis a sete mil euros”.

Luís Merca notou que têm ocorrido furtos “bastante significativos” na vila, admitindo que “grupos organizados” já se terão apercebido do “fraco patrulhamento” que existe na freguesia.

“Temos falta de efetivos e meios e há que salientar que a nossa freguesia é bastante grande, uma das maiores do país” em termos de área geográfica, advertiu.

“O crime não tem horário e é completamente ridículo existir um só militar para uma freguesia com 268 quilómetros quadrados”, acrescentou.

Além disso, destacou, a freguesia de Alcáçovas está “encostada ao segundo distrito com maior índice criminalidade do país que é Setúbal”.

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com