Portalegre: Trabalhadoras da fábrica de tapeçarias suspendem contratos

Portalegre: Trabalhadoras da fábrica de tapeçarias suspendem contratos

Quarta-feira, 21 Março 2012
Alentejo
A maioria das trabalhadoras da fábrica de tapeçarias de Portalegre já suspendeu os contratos de trabalho, por existirem “vários salários em atraso”, revelou fonte sindical.
“Das 25 funcionárias, 18 suspenderam os contratos. Nós não recebemos parte do ordenado de janeiro e o mês de fevereiro”, indicou Deolinda Realinho, trabalhadora na empresa e dirigente do Sindicato dos Trabalhadores Têxteis, Lanifícios e Vestuário do Sul.
De acordo com a dirigente sindical, as restantes trabalhadoras não apresentaram a suspensão dos contratos, umas porque “estão quase na reforma e outras porque têm empresas também em nome delas e, por isso, não têm direito ao desemprego”.
Deolinda Realinho observou que a Manufacturas de Tapeçarias de Portalegre está “praticamente parada”.

Deixe um comentário

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com