Promotor diz que nova urbanização “Moinho 2” em Évora está em risco

Promotor diz que nova urbanização “Moinho 2” em Évora está em risco

Terça-feira, 21 Maio 2024
Alentejo

O projeto urbanístico conhecido como “Moinho 2” prevê a construção de 950 fogos em Évora, mas estará em risco.

É o que diz à DianaFM um dos promotores, José Paulo Tavares.

José Paulo Tavares é o gerente da NT Imóveis, a sociedade proprietária de 28 dos 30 hectares do terreno para onde está previsto o empreendimento.

O plano de pormenor está aprovado desde 2012, mas o projeto não avançou, primeiro, por causa da crise financeira e, depois, devido à pandemia.

Agora, segundo este promotor, é a câmara que não quer, porque apresentou uma proposta, no âmbito da alteração do PDM, que “corta dois terços” dos fogos previstos.

Mas o presidente da Câmara de Évora, Carlos Pinto de Sá, nega que o município tenha proposto alterações.

E o autarca afirma que são os promotores que querem alterar o plano pormenor.

Já o gerente da NT Imóveis diz que essa alteração não será necessária, desde que o projeto tenha a dimensão que estava prevista.

De acordo com José Paulo Tavares, mais de 30% dos 950 fogos destinam-se a custos controlados e lembra que Évora tem um problema de falta de habitação.

Este promotor é também o responsável pela página nas redes sociais intitulada “Juntos pela Habitação Acessível” e pela petição “Salvar a construção do projeto habitacional Moinho 2”.

Imagem: Juntos pela habitação acessível

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com