PS: Seguro acusa primeiro-ministro de preparar aprovação do novo PEC nas costas do Parlamento

PS: Seguro acusa primeiro-ministro de preparar aprovação do novo PEC nas costas do Parlamento

Sexta-feira, 27 Abril 2012
Nacional
O secretário-geral do PS acusou hoje o primeiro-ministro de preparar a aprovação do Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC) nas costas do Parlamento.

No debate quinzenal, António José Seguro avisou que os socialistas não assinarão de cruz e que o executivo ficará isolado.

“O país ficou quinta-feira a saber que o Governo vai reunir no último dia e à última hora para aprovar o PEC e para enviá-lo para Bruxelas. Ora isso é muito grave, porque a lei exige que este Parlamento receba com dez dias de antecedência esse documento para debate, mas o primeiro-ministro desrespeita este Parlamento”, começou por acusar o secretário-geral do PS e num momento em que o primeiro-ministro já não dispunha de tempo para responder.
Seguro disse depois que o país está perante “uma trapalhada do Governo, que já não é a primeira”, disse, apontando como exemplo as Grandes Opções do Plano para 2012.
“Lembra-se do PEC IV? Lembra-se de ter criado uma crise política porque não tinha sido discutido em Portugal esse PEC que tinha sido entregue em Bruxelas. Qual é a sua coerência?”, questionou Seguro, recebendo uma prolongada salva de palmas dos deputados do PS.
António José Seguro falava na Assembleia da República, numa intervenção que foi longamente aplaudida pela bancada socialista.
Em resposta, o primeiro-ministro recusou a acusação do PS de estar a apresentar o Programa de Estabilidade e Crescimento nas costas do Parlamento, lembrando que Portugal está dispensado da sua apresentação por estar sobre assistência financeira.

Deixe um comentário

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com