PS: Seguro recusa “triturar” Estado Social

PS: Seguro recusa “triturar” Estado Social

Terça-feira, 06 Novembro 2012
Nacional
“Os portugueses podem contar com o PS para reformar o Estado Social, mas não para o triturar”.
Foi desta forma que o líder do PS, António José Seguro, recusou o corte 4 mil milhões de euros na Saúde, Educação e Segurança Social.
Na reunião da Comissão Política do PS, que se realizou ontem à noite, Seguro procurou traçar uma linha de demarcação clara face à intenção do Governo de refundar as funções do Estado em Portugal.
O líder socialista disse que “este Governo não tem mandato para cortar 4.000 milhões de euros na Saúde, na Educação e na Segurança Social”.
E considerou que a ideia de refundação do Estado avançada pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, «é um álibi para escolher o falhanço da política» do executivo.

Deixe um comentário

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com