PSD: Passos encerra congresso com “palavra de esperança”

PSD: Passos encerra congresso com “palavra de esperança”

Segunda-feira, 26 Março 2012
Alentejo
O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, encerrou o congresso do partido com um discurso virado para o país e com “uma palavra de esperança” aos portugueses, mas onde também quis comprometer PS e restante oposição para o desafio de reconstrução nacional.
Ao longo de uma hora, Pedro Passos Coelho passou em revista as várias área da governação, desde a economia, justiça às matérias europeias.
Fez questão de afirmar que o Governo quer acabar com os privilégios dos setores mais protegidos da sociedade e procurou desfazer a ideia de que os sacrifícios que estão a ser pedidos aos portugueses não são para todos.
No encerramento do XXXIV Congresso do PSD, que terminou ontem em Lisboa com gritos de “Viva Portugal”, o líder do PSD, que falou sobretudo como primeiro-ministro, quis deixar “boas notícias” aos portugueses.
“Estamos a controlar as nossas contas e os nossos desequilíbrios externos. E essas boas notícias devem ser comunicadas ao país”, disse.
Mas a oposição, em particular o PS, não foi esquecida no discurso de Passos, que avisou que “ninguém tem o direito” de ficar de fora do que chama de “reconstrução nacional” e, recorrendo a uma metáfora do atletismo, lembrou que “quem começa a correr cedo de mais uma maratona, normalmente não chega ao fim da corrida”.

Deixe um comentário

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com