Saúde: Crise e austeridade dificultam acesso dos portugueses aos serviços

Saúde: Crise e austeridade dificultam acesso dos portugueses aos serviços

Quinta-feira, 14 Junho 2012
Nacional
O Observatório Português dos Sistemas de Saúde alerta que a crise económica, associada a austeridade, está a dificultar o acesso dos portugueses aos serviços de saúde.
Esta é a principal conclusão do Relatório da Primavera do observatório, hoje apresentado em Lisboa, que reúne os testemunhos de mais de 1500 profissionais do setor.
No relatório, intitulado Crise & Saúde – Um país em sofrimento”, pode ler-se que “a intensificação dos efeitos da crise e consequente pressão para a contenção nos gastos produz nos serviços de saúde um clima que pode levar esses mesmos serviços a não oferecerem aos doentes aquilo que melhor convém à sua condição de saúde”.
O documento salienta que o “racionamento implícito” na saúde “não decorre de instruções ou de decisões explícitas para limitar a prestação de cuidados de saúde necessários, mas resulta de comportamentos restritivos, como consequência de um clima de intensa contenção de gastos por parte de decisores pressionados para limitar despesas e avaliados em função disso”.

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com