Tribunal de Évora nega providência cautelar para anular eleições na AFE

Tribunal de Évora nega providência cautelar para anular eleições na AFE

Sexta-feira, 18 Setembro 2020
Alentejo

O Tribunal de Évora indeferiu a providência cautelar apresentada pela candidatura não admitida de Domingos Cordeiro à Associação de Futebol e Évora (AFE) para anular eleições, marcadas para sábado.

Segundo a candidatura de Domingos Cordeiro, o juiz considerou que “não há qualquer carência de tutela jurisdicional já que os estatutos da Associação de Futebol de Évora prevêem um mecanismo de sindicância da decisão do Presidente da Mesa da Assembleia Geral sobre a elegibilidade dos candidatos (recurso para o conselho de justiça da Associação), a que o requerente já lançou mão”.

Para além da providência cautelar, Domingos Cordeiro entregou também um requerimento de impugnação do despacho do presidente da Mesa da Assembleia Geral no Conselho de Justiça da AFE que admitiu a lista de António Pereira, do qual aguarda uma decisão.

Domingos Cordeiro viu a sua candidatura não ter sido admitida, porque a sua lista não apresentou candidatos a todos os órgãos da AFE, segundo o despacho do presidente da Mesa da Assembleia Geral.

As eleições para a Associação de Futebol de Évora estão marcadas para sábado.

O atual presidente António Pereira é o único candidato à presidência da AFE.

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com