UÉ coloca inteligência artificial ao serviço da segurança rodoviária

UÉ coloca inteligência artificial ao serviço da segurança rodoviária

Sábado, 30 Março 2019
Alentejo

A Universidade de Évora (UÉ) e GNR de Setúbal estão a desenvolver uma plataforma de inteligência artificial que consegue localizar os pontos onde há maior probabilidade de acidentes rodoviários.

O projeto de investigação, denominado MOPREVIS – Modelação e Predição de Acidentes de Viação no Distrito de Setúbal, é financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT).

Paulo Infante, professor do Departamento de Matemática da Escola de Ciências e Tecnologia da UÉ e investigador do Centro de Investigação em Matemática e Aplicações (CIMA), é o coordenador do projeto.

Ainda que não seja o distrito com o maior número de acidentes, Setúbal destaca-se como sendo aquele com maior relevância na sinistralidade grave do país.

Em 2017, ficou em primeiro lugar na sinistralidade das estradas, no ano seguinte, cerca de 12% das vítimas mortais resultantes de acidentes de viação em Portugal foram registadas neste distrito.

Segundo a UÉ, estes números levaram a GNR a solicitar à Universidade de Évora o desenvolvimento de uma plataforma de inteligência artificial capaz de definir ações que permitam reduzir a sinistralidade rodoviária grave neste distrito.

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com