UÉ desenvolve ferramenta inovadora de zootecnia de precisão

UÉ desenvolve ferramenta inovadora de zootecnia de precisão

Quarta-feira, 04 Dezembro 2019
Alentejo

Investigadores da Universidade de Évora (UÉ) desenvolveram um sistema inteligente considerado pioneiro que permite identificar as condições de suínos na fase de engorda e atuar de forma autónoma sobre os animais e sobre o microclima nas instalações pecuárias.

Segundo a UÉ, esta ferramenta tecnológica, que utiliza sensores inteligentes, consegue, por exemplo, identificar quando os animais estão desconfortáveis e com frio e, após a validação dos dados pelo próprio sistema, atuar aumentando a temperatura no interior das instalações.

O mesmo se pode verificar com a emissão de CO2, caso esteja a aumentar ou a superar os parâmetros corretos, o sistema dispara o alarme e, uma vez mais, vai atuar autonomamente, desta vez, corrigindo a temperatura através do sistema de ventilação para que, de forma eficaz, proceda à renovação o ar e mantenha a temperatura correta.

O projeto AWARTECH (Animal Welfare Adjusted Real Time Environmental Conditions of Housing), que contou com apoio de fundos comunitários, resulta de uma parceria estabelecida entre a Universidade de Évora e duas empresas.

Vasco Fitas da Cruz é coordenador deste projeto que contou com uma vasta equipa de investigadores dos departamentos de Engenharia Rural, Zootecnia, Medicina Veterinária, Biologia, Física, Informática e de Gestão da Universidade de Évora, integrando ainda, bolseiros de investigação e estudantes da academia.

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com